Posts Recentes
Posts Em Destaque

Dia Mundial da Juventude: conheça seis jovens que estão mudando o mundo


#descriçãodeimagem: Colagem de seis fotos, com fundo azul. Da direita para a esquerda temos: Luana Genot, mulher negra, careca que esta usando brincos e colar pratas. Malala Youssef, mulher branca está usando um véu florido. Greta Thunberg, mulher de pele branca e está vestida de um moletom preto. Logo abaixo temos a frase "Jovens que estão mudando o mundo! Dia internacional da Juventude" E abaixo temos mais três fotos. Da esquerda para a direita temos Leandrinha Du Art, Mulher de pele clara, cabelos longos e loiros nas pontas. Esta sentada em uma cadeira de rodas e segurando um microfone. Marina Helou, mulher branca, tem cabelos escuros e está preso. Está vestida de um brazer branco e uma camisa preta. E por ultimo Tabata Amaral, tem cabelos castanhos, pele clara. Esta vestida com um blazer prato e uma camisa florida, está falando em um microfone.

Malala, Greta, Tábata, Marina, Luana, Leandrinha. Você sabe o que esses nomes têm em comum? Eles são de algumas jovens mulheres que, com poucos anos de vida, conseguiram mudar os rumos da sua história, e, hoje, contribuem para fazer um mundo melhor!

No dia mundial da juventude, vamos conhecer um pouco da história de cada uma delas e, quem sabe, seguir seus exemplos!

Malala Yousafzai - ativista na área de educação

Malala Yousafzai tem, hoje, 23 anos - completados no dia 12 de julho. Ela é a pessoa mais jovem do mundo a ganhar um Prêmio Nobel da Paz. Uma conquista e tanto para alguém que teve sua vida marcada por uma tragédia.

Aos 15 anos, sofreu um atentado e foi baleada por homens do Talibã, grupo extremista que dominava o seu país, Paquistão, no ano de 2012. O motivo? Porque ela queria estudar!

Depois de permanecer em coma por alguns meses, a adolescente sobreviveu e se tornou uma das vozes mais importantes na liderança feminina, para garantir que todas as mulheres tenham acesso a um direito básico: a educação.

“Eu tenho o direito de brincar, eu tenho o direito de cantar, eu tenho o direito de conversar, eu tenho o direito de ir ao mercado, eu tenho o direito de falar. Eu não me importo se tiver que sentar no chão da escola. Tudo o que eu quero é uma educação e eu não tenho medo de ninguém” - Malala Yousafzai

Siga este farol:

  • Documentário: Malala

  • Livro: Eu sou Malala

  • Siga @malala

Greta Thunberg - ativista ambiental

Greta Thunberg, 16 anos - ganhou projeção mundial ao enfrentar políticos e empresários pra lá de poderosas para defender o meio ambiente.

Atualmente, ela é uma das jovens mais influentes do mundo e, com seu discurso contra o aquecimento global, já chegou à ONU e à capa da revista Time, que a escolheu como “Pessoa do Ano” em 2019. Não é demais?

“Nossa civilização está sendo sacrificada pelo interesse de um pequeno grupo de pessoas em continuar recebendo enormes quantias de dinheiro” - Greta Thunberg.

Siga este farol

  • Livro: A História de Greta

  • Siga: @gretathunberg

Tábata Amaral - Deputada Federal

Tábata Amaral tem 25 anos, nasceu na periferia de São Paulo e sempre foi uma entusiasta da educação, tanto que conquistou uma bolsa integral em Harvard, uma das universidades mais aclamadas do mundo, onde se formou em Ciências Políticas e Astrofísica.

Ao voltar ao Brasil, viu que tinha muito a fazer pela educação do seu país e se candidatou ao cargo de deputada federal, com apenas 24 anos. Resultado: foi a candidata mais jovem e mais votada no estado de São Paulo, com 264.450 votos.

“ Eu perdi meu pai para as drogas, perdi amigos e vizinhos para o crime e tenho plena consciência de que se eles tivessem completado o ensino fundamental, se eles tivessem tido qualquer chance na educação, eles não teriam morrido tão jovens” - Tábata Amaral, na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Siga este farol

  • @tabataamaralsp

Marina Helou - Deputada Estadual de São Paulo

Marina Helou tem 31 anos e é deputada estadual em São Paulo pelo partido Rede Sustentabilidade.

Eleita em 2018, ela é formada em Administração Pública pela FGV / EAGESP, e tem uma especialização em Negócios e Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral/ Cambridge University. É fundadora da @redempresarialinclusaosocial.

“Meu primeiro ano na Alesp me deu a certeza de que a construção da agenda de futuro é urgente e necessária. Não estamos legislando para o amanhã”. - Marina Helou

Siga este farol

  • @marina.helou

Luana Génot - empresária, jornalista e ativista pela igualdade racial

Luana Génot tem 31 anos. Em 2016, fundou o Instituto Identidades do Brasil e idealizou da campanha “Sim à igualdade racial”, que tem como principal objetivo promover a igualdade racial no mundo corporativo.

“Ser negra é uma conquista”. - Luana Génot

Siga este farol

  • Livro: Sim à Igualdade Racial: raça e mercado de trabalho

  • @luanagenot

Leandrinha DuArt - ativista Trans e cadeirante

Com apenas 24 anos, Leandrinha Du Art virou símbolo da militância LGBT e de pessoas com deficiência pelo fato de ser uma mulher trans e cadeirante. Ainda na infância, ela foi diagnosticada com a Síndrome de Larsen, condição que atrapalha o desenvolvimento ósseo.

Mas não seria esse o único problema que ela teria de enfrentar. Leandrinha nasceu menino e, em meio ao preconceito e muitos problemas de autoaceitação que se intercalavam entre a sua identidade de gênero e sua deficiência física, o menino teve certeza que queria ser menina. Cresceu, amadureceu e transformou seu desejo em realidade. Sua aparência, sua deficiência e sua em luta pela igualdade de gênero em liberdade.

Nas redes sociais, esbanja autoestima e sensualidade, mostrando que ela e todas as mulheres podem ser o que elas quiserem.

“Fiz das minhas adversidades uma oportunidade”. - Leandrinha Du Art

Siga este farol

  • @leandrinhadu

Elas estão abrindo os olhos da sociedade para realidades que nem sempre são vistas. Elas merecem ser vistas, ouvidas e seguidas. Vida longa a essas jovens mulheres!

Siga
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 Instituto Modo Parités