top of page

Dia Nacional da Visibilidade Trans e a Inclusão LGBT+ no mercado de trabalho


Por Yara Moraes e Victória Luísa



fundo laranja com bolinhas coloridas. 29 de janeiro dia nacional da visibilidade trans. no centro está a bandeira trans, listras na horizontal azul, rosa e branco. no rodapé está o logo do instituto modo parites.

Dia 29 de janeiro é o Dia Nacional da Visibilidade Trans.


A data tem como objetivo promover reflexões sobre a cidadania das pessoas travestis, transexuais, transgêneres e não-binárias, que desejam igualdade, respeito, identidade, dignidade, trabalho e, principalmente, o direito de existir sem medo de violência. Infelizmente, as pessoas trans têm motivos para temer: em 2022, segundo levantamento da ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), o Brasil teve 131 assassinatos e 20 suicídios de pessoas trans.


O caminho de acesso ao trabalho ainda é repleto de obstáculos, e muito lentamente conquista, dentro das empresas, pessoas aliadas que tomaram a iniciativa de encarar a situação, rever as atitudes preconceituosas e promover vagas afirmativas, na maioria das vezes com apoio de especialistas externos. As ações afirmativas são necessárias pois pessoas trans encaram preconceitos, muitas vezes desde a sua família, no ambiente escolar, no processo seletivo e na convivência dentro das empresas.


Nos últimos 12 meses foram criadas cerca de 30 vagas afirmativas especificamente para pessoas trans e travestis na plataforma, quatro vezes mais que no mesmo período do ano anterior, segundo levantamento da agência de empregos Gupy, a pedido do Jornal Valor.


Ao analisar as vagas destinadas a pessoas da comunidade LGBTQIAP+ de maneira geral, as vagas destinadas a pessoas trans e travestis representam 16% do total de oportunidades direcionadas para a comunidade. Além de vagas específicas, iniciativas empresariais também são ampliadas de olho na maior empregabilidade deste público.


Um exemplo é a Starbucks Brasil que oferece o suporte jurídico, legal e psicológico gratuito para os funcionários trans e membros de ONGs parceiras que desejam alterar seus nomes e gêneros em suas certidões de nascimento. A iniciativa da empregabilidade inclui workshops sobre como atuar em um ambiente corporativo e em processos de entrevistas.


Sua empresa também precisa de uma Política de Inclusão Social? Conheça os serviços do Instituto Modo Parités: Programa de desenvolvimento pessoal e profissional, direcionado a talentos potenciais dentro dos pilares da diversidade: mulheres, pessoas negras, LGBT+, com deficiência e grupos minorizados; Capacitação e engajamento da alta liderança, gestores e equipes; Workshops para equipes de RH; Palestras, seminários e estruturação de treinamentos online e presenciais. Entre em contato através do nosso e-mail contato@modoparites.com.br



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page